Amom é acusado de ameaçar servidoras da CMM, ‘Tu vai se ver comigo’, diz ele

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on google
Google+
Share on whatsapp
WhatsApp

Nesta quinta-feira (15), o vereador e deputado federal eleito Amom Mandel (cidadania) foi protagonista de uma polêmica durante uma sessão plenária na Câmara Municipal de Manaus.Duas servidoras da CMM, identificadas como Karen Tiuba e Kelly Holanda realizaram denúncia contra o vereador  afirmando que foram destratadas. A situação foi levada ao plenário pelo vereador Eduardo Alfaia (PMN).

“Eu tive a oportunidade desagradável de ouvir um relato muito triste aqui na Câmara Municipal de Manaus. A servidora Karen não conseguia completar uma só frase, pois era tomada pelo choro”, iniciou Alfaia.

Segundo o relato do vereador, Amom ameaçou a servidora Karen pelo telefone, “Tu sabes que amanhã terminam as reuniões em plenário, e se tu não receber meus requerimentos, tu vai se ver comigo”, disse Mandel.

Amom se defendeu ao dizer:  “De fato, interfonei para cobrar que o trabalho da servidora fosse feito”. O vereador afirmou que é vítima de “boicote”, pois seus projetos não entram em pauta. Amom ainda disse que, se realmente “aconteceu situação de assédio, que se leve à Comissão competente, se registre boletim de ocorrência”, pois ele teria como se defender e comprovar que não cometeu as agressões.

Veja: 

Leia Também