Publicidade

Vídeo polêmico: alunos de Medicina simulam masturbação coletiva durante vôlei feminino

Facebook
Twitter
WhatsApp

Estudantes do curso de Medicina da Unisa, Universidade Santo Amaro, simularam uma espécie de masturbação coletiva, que eles chamaram de “punhetaço”, durante o Intermed, torneio esportivo das faculdades de medicina do estado de São Paulo. A cena ocorreu durante um jogo feminino e causou revolta nas redes sociais.

ADVERTISEMENT

Apesar de viralizar neste fim de semana, o caso ocorreu em abril, no torneio Calo 2023, em São Carlos, no interior do estado de São Paulo.

“O Centro Universitário São Camilo informa que nossa Atlética do curso de Medicina não participa do Intermed. Porém, em abril deste ano participou de outro evento esportivo chamado Calomed, quando nossas alunas disputaram um jogo contra a equipe da Unisa. Os alunos da Unisa, saindo vitoriosos, segundo relatos coletados, comemoraram correndo desnudos pela quadra. Não foi registrada, naquele momento, nenhuma observação por parte das nossas alunas referente à importunação sexual. O Centro Universitário São Camilo apoia todos os nossos alunos e não compactua com quaisquer atos que possam atentar contra o pudor e os bons costumes”, diz a nota de repúdio.

Já a Universidade de Santo Amaro não se manifestou. Os alunos fazem parte do time de futsal de lá.

O Ministério das Mulheres repudiou:

“Romper séculos de uma cultura misógina é uma tarefa constante que exige um olhar atento para todos os tipos de violências de gênero. Atitudes como a dos alunos de Medicina, da Unisa, jamais podem ser normalizadas — elas devem ser combatidas com o rigor da lei. Em parceria com o @min_educacao, o Ministério das Mulheres reforça seu compromisso de enfrentar essas práticas que limitam ou impossibilitam a participação das estudantes como cidadãs. Vamos seguir trabalhando para que as universidades sejam espaços seguros, livres de violência.”

 

Leia Também

plugins premium WordPress
error: Conteúdo protegido contra cópia!