Vídeo: pistoleiro branco mata pelo menos três em Paris e polícia investiga motivação racista

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on google
Google+
Share on whatsapp
WhatsApp

Nesta sexta-feira (23), pelo menos três pessoas foram mortas e ficaram feridas em um tiroteio que aconteceu nas proximidades do Centro Cultural Curdo, em Paris. O principal suspeito de ter atacado a tiros essas pessoas é um homem branco, cidadão Francês, de 69 anos.  Ele foi detido e levado ao hospital com ferimentos.

Segundo o jornal Francês, três mortos eram ativistas curdos. De acordo com a polícia, o pistoleiro agiu sozinho e a motivação ainda é desconhecida, no entanto a promotoria investiga se houve racismo. O suspeito, já tinha passagem pela polícia por duas tentativas de homicídio. Uma delas aconteceu em dezembro do ano passado, quando ele atacou barracas em um campo de refugiados usando uma espada e feriu dois migrantes vindos do Sudão.

Agit Polat, porta-voz do centro cultural, disse que essa não é a primeira vez que a etnia é vítima de um ataque na capital francesa. “De novo as autoridades francesas falharam em nos proteger”, disse. “Para nós, este foi um ataque terrorista”.

O suspeito disparou de sete a oito vezes em pessoas que estavam no local e tinha como alvo “os curdos” e um artista que trabalha no centro cultural. Segundo uma testemunha, os tiros provocaram muito pânico.

Vídeo: 

Leia Também