Vídeo: Pastor bolsonarista que participou de ataques em Brasília tem vídeo íntimo vazado e se justifica

Facebook
Twitter
WhatsApp

Um vídeo íntimo do pastor Alex Borges, mais conhecido como “Jhoma”, pegou de surpresa seus mais de 50 mil seguidores do Instagram. Isso porque ninguém imaginava que ele se relacionava com homens.

ADVERTISEMENT

Acostumado a fazer pregações nas redes sociais, ele ainda aparece cercado de bebidas alcoólicas, cigarro e de rosto colado com o outro homem. Em outro momento, usa um cobertor para cobrir parte do corpo.

O vídeo começou a circular em grupos de WhatsApp e o pastor tentou se justificar em outro vídeo, mas se enrolou. Ele usou palavras desconexas e citações bíblicas, sem entrar especificamente no mérito das imagens.

“Quem me conhece sabe […]”, “conto com suas orações”, e “ninguém derruba quem Deus levanta” foram algumas das frases ditas pelo religioso no vídeo em que tenta se explicar.

Na internet, as pessoas acharam que ele acabou confirmando que é gay, mesmo sem querer confirmar. “Eu fui lá ver a ‘desculpa’ dele! 1. Não conseguiu disfarçar que estava lendo um texto pronto. 2. Falou ‘quem me conhece sabe’, aqui ele confirmou tudo” e “Nem varão nem varoa, varada”, foram alguns dos comentários.

Alex Borges é apoiador de Jair Bolsonaro (PL) e chegou a ir para Brasília (DF) na manifestação de 7 de setembro em defesa do ex-presidente. Ele se diz “patriota” e já escreveu ‘Brasil acima de tudo, Deus acima de todos’, slogan de Bolsonaro.

 

Leia Também

plugins premium WordPress
error: Conteúdo protegido contra cópia!