Quinta vítima do Clube de Tiro em Manaus morre e bombeiros descartam explosão de gerador

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on google
Google+
Share on whatsapp
WhatsApp

Maikson Alves Cristovan, que estava internado no Centro de Tratamento de Queimados (CTQ) no Hospital e Pronto-Socorro 28 de Agosto, com 90% do corpo queimado, morreu na manhã desta segunda-feira (16). Ele é a quinta vítma da explosão ocorrida no Clube de Tiro da Ponta Negra, Zona Oeste de Manaus, neste domingo (16).

Inicialmente, a suspeita era que o acidente tivesse sido causado por causa de um gerador de energia. No entanto, também nesta segunda-feira, o comandante do Corpo de Bombeiros do Amazonas, coronel Sulemar do Nascimento, informou que preliminarmente foi descartada a hipótese.

“Verificamos a presença de pólvora e ela estava em um local específico. Foi uma ocorrência complicada, usamos 30 bombeiros, nove viaturas, e o ambiente estava muito escuro e com fumaça. No decorrer da semana vamos fazer ainda a verificação do sistema de incêndio”, apontou o coronel.

Para o manuseio da pólvora, ainda segundo o comandante, existem critérios que devem ser seguidos, inclusive do Exército Brasileiro, e tudo será investigado.

 

Leia Também