Dupla é presa ao se passar por policiais para extorquir idoso de 61 anos, mediante ameaças

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on google
Google+
Share on whatsapp
WhatsApp
A vítima era ameaçada por perfis falsos na internet de autoridades policiais e do Poder Judiciário.

Na manhã de terça-feira (23), a equipes de investigação do 5° Distrito Integrado de Polícia (DIP), efetuou a prisão, em flagrante, de Aldaleida Marques da Cruz, de 53 anos, e Yasei Rufin Valle, 33, pelo crime de extorsão, que teve como vítima o ex-cunhado de Aldaleida, um idoso de 61 anos.

O delegado Ivo Martins, titular do 5° DIP, informou que o crime ocorria há cerca de quatro meses, em razão de a vítima responder a um processo criminal por estupro de vulnerável. As investigações apontaram que Aldaleida usava perfis falsos na internet, passando-se por autoridades policiais, incluindo o nome do titular do 5º DIP, além de nomes de autoridades do Poder Judiciário, para ameaçar o idoso de prisão, e assim conseguir os valores.

“Durante as diligências na Marina Tauá, bairro Tarumã, zona oeste, abordamos Yasei, que era comparsa da mulher, em um carro da marca Fiat, modelo Uno, de cor prata, no momento em que ele iria receber R$ 3,2 mil da vítima. O idoso nos informou que já havia repassado cerca de R$ 35 mil para a dupla”, explicou o delegado.

A autoridade policial destacou que, em continuidade aos trabalhos e diante da grave ameaça à integridade das figuras de autoridade e da fé pública, os policiais civis se dirigiram até o paradeiro de Aldaleida, na travessa Santa Mônica, bairro Colônia Terra Nova, zona norte da capital, onde ela foi localizada e presa.

A dupla foi encaminhada ao prédio do 5° DIP, e autuada pelo crime de extorsão. Aldaleida será encaminhada ao Centro de Detenção Feminino (CDF), e o homem para o Centro de Detenção Provisória Masculino (CDPM) onde permanecerão à disposição da Justiça.

Leia Também