Mulher mata a filha afogada e diz à polícia que foi ‘Deus que mandou’

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on google
Google+
Share on whatsapp
WhatsApp

Uma mulher de 26 anos confessou à polícia que matou a própria filha, de apenas 1 ano e 9 meses, em Feira de Santana, Bahia, nesta terça-feira (10). Ela afogou a menina em um tanque de lavar roupas. Usuária de drogas, segundo a polícia, ela não morava com a criança, que estava sob os cuidados da avó materna.

De acordo com o delegado Luís Smyslov, responsável pelo caso, a suspeita insistiu para levar a criança. Moradores do bairro a ouviram chorando bastante de manhã e foram verificar se estava tudo bem.

Ao chegarem no local, a encontraram sem vida. Segundo a Polícia Militar, a garotinha estava nua e debaixo do colchão. Vizinhos que acionaram a PM e ainda o Serviço de Atendimento Móvel (Samu), mas ela já estava morta.

A PM prendeu a mulher em flagrante. Segundo o delegado, a menina não tinha marcas de espancamento e a mãe não demonstrou arrependimento. Após matar a filha, seguiu realizando as tarefas domésticas.

Questionada sobre o crime, a mulher teria dito à polícia que “matou a criança porque Deus mandou”. Ela, no entanto, não teria problemas psicológicos.

Leia Também