Corpo de Bombeiros encerra buscas por paraquedista desaparecido em Manaus

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on google
Google+
Share on whatsapp
WhatsApp

O Corpo de Bombeiros do Amazonas informou, neste domingo (15), que as buscas pelo paraquedista Luís Henrique Cardelli estão encerradas. Agora, a procura pelo advogado, desaparecido desde o dia 15 de abril, seguem apenas após acionamento.

O governo do Amazonas chegou a montar um gabinete de crise formado por Corpo de Bombeiros, Polícia Militar, Polícia Civil, Exército Brasileiro, Marinha e Aeronáutica. As buscas diretas foram feitas por 15 dias.

No entanto, mesmo após o encerramento, a procura continuou sendo feita pelos bombeiros, de acordo com o comandante Geral do CBMAN, Orleilson Muniz.

“Fizemos uma varredura em mais de 600 quilômetros quadrados. Em linha reta de Manaus chegamos a uma extensão de 100 quilômetros rio abaixo. Foi uma área muito extensa de busca. Quinze dias após o início nós desmobilizamos o gabinete de crise e passamos a atuar apenas com o Corpo de Bombeiros”, disse Muniz. 

Durante as buscas, muitas denúncias sobre o suposto encontro do paraquedista foram checadas. “Continuamos as buscas indo novamente em alguns locais, porque chegaram informações de que supostamente ele estaria em tal canto. Mesmo assim nada foi confirmado, de maneira que, após 30 dias, inclusive conversamos com o médico legista, nós estamos encerrando essa ocorrência”, explicou o comandante acrescentando que mais de 8 corpos foram encontrados durante as investigações. 

O paraquedista Luís Henrique desapareceu após salto de paraquedas no dia 15 de abril. A família chegou a oferecer R$ 20 mil para quem o localizasse. A esperança era de que ele estivesse vivo dentro da mata por já ter sido do exército e ter experiência.

Leia Também