Repórter policial Lerron Santiago morre aos 63 anos

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on google
Google+
Share on whatsapp
WhatsApp

MANAUS (AM) – Morreu nesta quarta-feira (08), no Hospital e Pronto Socorro Platão Araújo, o repórter Lerron Santiago, aos 63 anos. O jornalista ficou conhecido por ter trabalhado no Canal Livre, com Wallace Souza, e também em um programa com o ex-deputado federal Sabino Castelo Branco.

Lerron era especializado em matérias de polícia e também apresentava um programa policial na rádio comunitária “A Voz das Comunidades”.

De acordo com informações da polícia, o profissional foi levado ao hospital sentindo fortes dores no peito e falta de ar.

A família divulgou uma nota comunicando o falecimento de Lerron e pediu orações por ele. “Amigos, com muita tristeza e dor no coração, comunico o falecimento do nosso eterno repórter e irmão da nossa família do programa, Lerron Santiago. Peço que todos os coloquem ele em suas orações”, diz o comunicado.

Willace Souza, filho de Wallace Souza, postou uma foto nas suas redes sociais anunciando a morte do jornalista e lamentando o ocorrido.

Lerron Santiago nasceu em Belém, no Pará. Ele iniciou sua trajetória aos 17 anos como locutor em aparelhagens, uma espécie de “paredão”. Naquela época, divulgava avisos sobre as atividades das feiras de Belém e depois fez parte da Rádio Clube de Belém, dando início a sua carreira policial.

Depois, trabalhou em uma emissora de rádio em Macapá, no Amapá, trabalhando na Rádio Educadora e na Rádio São José de Macapá. Chegou em Manaus nos anos 1980 e trabalhou na extinta Rádio Baré, seguindo sua carreira na área do jornalismo policial.

Leia Também