Jovem se ajoelha em semáforo e pede socorro: “Quero trabalho, não dinheiro”

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on google
Google+
Share on whatsapp
WhatsApp

DISTRITO FEDERAL | Uma cena de cortar o coração chamou a atenção de quem transitava pelo Pistão Sul, em Taguatinga, na noite dessa quinta-feira (8/9).

Desempregado desde fevereiro, Ailton Santos, 24 anos, se ajoelhou diante de carros parados em um semáforo, em um ato desesperado. O pedido era de socorro, por uma oportunidade de emprego. Prostrado, o jovem carregava consigo uma faixa onde era possível ler a frase: “Venho aqui não [para] pedir dinheiro, mas sim um trabalho”.

Natural de Luis Eduardo Magalhães, na Bahia, Ailton deixou a cidade natal para tentar a vida no Distrito Federal. Na capital, ele trabalhou na área de serviços gerais e como porteiro de prédio, cargo do qual foi dispensado após um novo síndico assumir a gestão do condomínio e indicar outra pessoa para a posição.

Desde então, o rapaz diz ter procurado recolocação no mercado de trabalho, mas, até agora, sem sucesso. Foi em uma atitude de desespero que o jovem foi às ruas, à procura de oportunidades.

“Não estamos com nada aqui em casa. É até difícil falar porque não temos se quer um quilo de arroz, um feijão, ovo pra comer com farinha. Nada! Durante esse tempo em que estou desempregado, eu e minha esposa vendemos nossa TV e o berço do bebê para pagar o aluguel, que vencerá amanhã (10/9), e comprar alimentos. Não está sendo fácil. Fui para a frente do Taguatinga Shopping para ver se alguém me ajudava. Aí tem vezes que a gente se desespera tanto que eu cheguei a me ajoelhar”, declarou Ailton.

Sem parentes ou conhecidos na capital, passou fome e precisou dormir na Rodoviária do Plano Piloto. Quando foi contratado no primeiro emprego, conseguiu pagar um aluguel para sair das ruas. Entre um “bico” e outro, adquiriu alguns móveis e começou uma família, mas recentemente precisou vender tudo para sobreviver durante o período em que está desempregado.

Agora, o jovem espera conseguir um emprego para sustentar a sua família.

Leia Também