Mau tempo em ultramaratona na China mata 21 corredores

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on google
Google+
Share on whatsapp
WhatsApp

CHINA| Ua corrida de montanha cross-country de 100 km na China, resultou em vinte e uma pessoas mortas, após granizo, chuva congelante e ventos fortes surpreenderam os corredores que participaram.

Citando o centro de primeiros socorros local, a agência de notícias oficial Xinhua – que especificou que 172 pessoas participaram da corrida – e a rede de televisão CCTV confirmaram a morte de 21 pessoas. Os outros 151 participantes estão seguros.

A tragédia ocorreu quando os corredores estavam em grande altitude, na Floresta de Pedra do Rio Amarelo, próximo à cidade de Baiyin, na província de Gansu (noroeste).

O prefeito de Baiyin, Zhang Xuchen, disse que no sábado ao meio-dia, uma parte acidentada da rota, entre os quilômetros 20 e 31, foi “repentinamente atingida por condições climáticas catastróficas”.

“Em pouco tempo, granizo e chuva congelante caíram repentinamente nesta área, e houve ventos fortes. A temperatura caiu drasticamente”, disse Zhang.

As vítimas incluem dois veteranos da maratona nacional, Liang Jing e Huang Guanjun, de acordo com a imprensa local.

Liang ganhou várias maratonas na China nos últimos anos. Huang, que era surdo e mudo, venceu a maratona masculina para deficientes auditivos nos Jogos Paraolímpicos Nacionais de 2019 em Tianjin.

Oito participantes foram tratados no hospital por ferimentos leves, relatou Zhang. A Xinhua afirmou anteriormente que alguns corredores tiveram hipotermia.

Leia Também