Eduardo Costa é denunciado pelo Ministério Público por estelionato

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on google
Google+
Share on whatsapp
WhatsApp
Segundo as investigações ele negociou um imóvel que fazia parte de uma ação civil pública.

O Ministério Público de Minas Gerais (MPMG) denunciou o cantor sertanejo Eduardo Costa pelo crime de estelionato. A denúncia foi distribuída nesta segunda-feira (29) à 11ª Vara Criminal da Comarca de Belo Horizonte e ainda não foi analisada pela Justiça.

Segundo a polícia, as investigações começaram em 2017, quando o cantor negociou um imóvel no Sul de Minas, avaliado em R$ 7 milhões, em troca de uma casa, de propriedade de um casal, na Região da Pampulha, na capital mineira, avaliada em R$ 9 milhões. A diferença de valores seria paga pelo cantor com uma lancha, um carro de luxo e uma moto aquática.

No entanto, ao tentar registrar o imóvel de Capitólio, de cerca de 4 mil metros quadrados, o casal ficou sabendo que o imóvel era alvo de uma ação civil pública. O Ministério Público Federal (MPF) pedia a demolição parcial do terreno, que estaria em uma área de preservação permanente. Ao prestar depoimento em 2018, o sertanejo afirmou que não agiu com má-fé e que o casal sabia que o terreno estava em uma área de preservação permanente. Porém, os advogados do casal informou que ele não sabiam que o imóvel era alvo de ações judiciais.

A assessoria de imprensa do cantor Eduardo Costa falou que não vai se pronunciar sobre o assunto.

Leia Também