Empreendedora leva tiro na cabeça no Centro de Manaus e pede ajuda para recuperar veículo de trabalho

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on google
Google+
Share on whatsapp
WhatsApp

Vítima de um disparo de arma de fogo na cabeça quando dirigia em plena avenida Joaquim Nabuco, no Centro de Manaus, a empreendedora Suziane Souza Eireli agora busca ajuda para sobreviver. Ela foi vítima da violência na capital no dia 27 de novembro e impedida de trabalhar.

Suziane, que trabalha com o aluguel de brinquedos para festas e eventos, usando o carro para transporte, estava passando pelo cruzamento com a rua Quintino Bocaiúva quando foi atingida com a bala perdida.

Ela perdeu a consciência, colidiu com o veículo na frente de uma loja, mas sobreviveu. No entanto, passou por cirurgia e está impossibilitada de trabalhar por, pelo menos, quatro meses.

O marido tem sido o único a sustentar a família nesse final de ano. O carro teve um prejuízo de R$ 10 mil e a família criou uma campanha na internet para ajudar com o conserto do veículo, que é o principal meio de ferramenta do trabalho.

Os interessados em ajudar Suziane podem acessar a campanha virtual, disponível no link: https://www.vakinha.com.br/vaquinha/ajudar-a-suzi-no-conserto-do-carro.

Já quem quiser fazer alguma transferência via PIX pode realizá-la através do e-mail: 3329927@vakinha.com.br.

Investigação

Não há informações sobre o autor do disparo que quase tirou a vida da empreendedora. O caso foi registrado no 1º Distrito Integrado de Polícia (DIP), no bairro Praça 14, Zona Sul de Manaus.

A investigação ainda é conduzida pela Polícia Civil do Amazonas, mas mais informações não foram repassadas.

A área onde ocorreu o disparo já é conhecida como “área vermelha” e cenário de vários homicídios ocorridos esse ano, motivado pelo tráfico de drogas. A Joaquim Nabuco é uma das principais vias do Centro da cidade e que hoje sofre com a criminalidade em alta.

 

Leia Também