Idoso de 85 anos é preso por estuprar criança de 10 anos, na zona Leste de Manaus

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on google
Google+
Share on whatsapp
WhatsApp
O suspeito dava R$2 para a criança e em troca tocava em seu corpo, inclusive nas partes íntimas

Um idoso, de 85 anos, identificado como Lourival da Silva Paiva, foi preso pela Polícia Civil, suspeito de cometer crime de estupro de vulnerável e exploração sexual contra uma criança de apenas 10 anos de idade.

O suspeito foi preso em flagrante na tarde da última quinta-feira (16). De acordo com a delegada Joyce Coelho, da Delegacia Especializada em Proteção à Criança e ao Adolescente (Depca), o crime ocorreu no bairro de Puraquequara, na zona leste de Manaus.

As investigações iniciaram após os policiais da especializada receberem denúncias de agentes de saúde que atuaram naquela localidade, de que a criança era aliciado pelo idoso, que lhe dava a quantia de R$2 para que ele pudesse tocá-la em todas as partes do corpo, inclusive nas partes íntimas.

O crime já ocorria há algum tempo. O idoso também fornecia água potável para a família da vítima e era neste momento que ele aproveitava para cometer o delito. “Era uma situação corriqueira que tinha acontecido tanto na quarta-feira (15) à tarde, quanto ontem (16). Além dessa vítima corriqueiramente entrar nessa casa e ser vítima de exploração, esse idoso também fornecia água potável para a família, então toda vez que ela ia lá, ele se aproveitava da situação”, completou Joyce Coelho.

Família em vulnerabilidade

O pai da criança, que é vendedor de adubo nas proximidades da casa do idoso disse à polícia que não sabia dos abusos. Sobre o dinheiro, ele disse que sabia que o idoso dava a quantia para a menina, mas falou que achava que ele o fazia por generosidade.

“Para a criança foi muito difícil admitir a situação que ela estava passando. O pai não sabia e a criança apenas tentava ajudar. Ela chegou a relatar que esses R$ 2 ajudava a comprar a massa da neném, que é neta do pai dela e sobrinha dela”.

O suspeito mora próximo à casa da vítima com outras pessoas e costumava cometer o crime quando estava sozinho em casa.

A delegada alertou os pais que desconfiem se uma criança chegar em casa com dinheiro, chocolates, salgadinhos e outros “presentes”, pois é nessas ações, de dar coisas em troca, é que os criminosos praticam o crime contra as crianças.

Procedimentos

Lourival vai responder por estupro de vulnerável e por exploração sexual infantil. Na delegacia, ele preferiu manter o silêncio e disse apenas que só vai se manifestar em juízo. Já a criança vai receber apoio psicossocial e as investigações do caso continuam.

Leia Também