Comitê do Núcleo de Inteligência identifica 25 jovens envolvidos em ameaças a escolas em Manaus

Facebook
Twitter
WhatsApp

O Núcleo de Inteligência e Segurança Escolar (Nise), implantado pelo Governo do Amazonas, na Secretaria de Estado de Educação e Desporto, em 24h, identificou 25 adolescentes envolvidos em ameaças contra escolas das redes estadual e municipal de ensino. O Nise compõe uma das ações do “Comitê Interinstitucional de Proteção, Monitoramento, Guarda e Segurança Escolar”.

ADVERTISEMENT

 

Atuante no monitoramento e prevenção de ameaças às unidades de ensino, o Nise tem apoio da Secretaria de Estado de Segurança Pública (SSP), por meio das polícias Militar (PMAM) e Civil (PC-AM), e da Secretaria Executiva Adjunta de Inteligência (Seai).

 

Os alunos, todos menores, são autores das ameaças propagadas na internet, tendo como possíveis alvos escolas localizadas nas zonas norte, leste, centro-sul, oeste e centro-oeste de Manaus. Os envolvidos foram encaminhados à Delegacia Especializada em Apuração de Atos Infracionais (Deaai), onde foi registrado boletim de ocorrência (BO) e instaurados procedimentos. Os alunos menores de 12, foram encaminhados ao Conselho Tutelar.

 

De acordo com o delegado da Polícia Civil e membro do Nise, Denis Pinho, foram gerados 10 procedimentos e os envolvidos responderão pelo ato infracional de terrorismo.

 

“Essa ação foi coordenada pelo Nise e resultou, em menos de 24h, na identificação de 25 adolescentes envolvidos em atos infracionais de ameaças a escolas. A ação contou com a participação das polícias Militar e Civil, que identificaram perfis falsos utilizados por esses adolescentes para realizar ameaças, supostamente, de ataques às escolas. Todos os adolescentes serão enquadrados no ato infracional de terrorismo”, afirmou o delegado.

 

A secretária de Educação, Kuka Chaves, destacou a ação integrada entre os órgãos que resultou nos resultados positivos em 24h e reiterou a importância de se evitar a propagação das notícias falsas.

 

“Nós estamos trabalhando com toda a rede, inclusive com as polícias Civil e Militar, de uma forma ostensiva. Todas as forças de segurança do Estado e órgãos competentes estão trabalhando, dia e noite, para resguardar e assegurar as nossas escolas, tanto da rede estadual, municipal e particular, na capital e no interior. Nesse momento, o que fica, mais do que nunca, é um apelo para que as ‘fakes news’ não sejam propagadas nas redes, porque atrapalha o trabalho que estamos fazendo. Este é um trabalho educativo e de monitoramento”, destacou a secretária.

 

Denúncias

 

O delegado Denis Pinho ressaltou a importância do canal de denúncias do Nise e a participação fundamental da população. Os casos já identificados pela inteligência foram a partir de denúncias feitas a esta linha direta.

 

As denúncias podem ser feitas por telefone e whatsapp pelo número (92) 99414-0480 e via e-mail: escolasegura@seduc.net. O canal garante a preservação do sigilo das informações do denunciante. As denúncias também podem ser feitas pelo 190 e 181.

 

A Polícia Civil tem participação direta no Nise, com reforço nas investigações das delegacias especializadas, entre elas, a Deaai, Delegacia Especializada em Proteção à Criança e ao Adolescente (Depca) e a Delegacia Especializada em Repressão a Crimes Cibernéticos (Dercc).

Nise

 

O Núcleo de Inteligência e Segurança Escolar tem como objetivo adotar medidas de segurança para inibir ataques e crimes de ameaça, racismo, bullying, ciberbullying, uso abusivo de drogas, tráfico de entorpecentes e quaisquer outras ações que se configurem em transgressões no interior das escolas contra estudantes, profissionais da educação ou mesmo contra a estrutura das unidades da rede estadual de ensino.

O acompanhamento e tomadas de decisão se darão via acompanhamento do núcleo, por meio de Sistema Integrado de Monitoramento, interligando as câmeras de segurança das escolas da rede estadual com a inteligência da SSP, além de ação de geoprocessamento, a fim de identificar e mapear as regiões e zonas críticas para, assim, detectar e dar seguimento à conclusão dos casos de forma mais célere, estreitando ainda mais a relação entre educação e segurança pública, em prol do bem-estar de toda a comunidade escolar.

 

Nise contará com diversas frentes de atuação multidisciplinares como: ações de inteligência, pedagógicas, atenção psicossocial, de segurança pública e de proteção à comunidade escolar, por meio de parceria com as secretarias diretamente ligadas ao tema e que compõem o Comitê Interinstitucional de Proteção, Monitoramento, Guarda e Segurança Escolar.

 

Leia Também

plugins premium WordPress
error: Conteúdo protegido contra cópia!