Cachaça do Índio conquista visitantes em Parintins e garante ter poderes medicinais

Facebook
Twitter
WhatsApp

A Feira de Artesanato Indígena realizada pela Fundação Estadual do Índio (FEI), localizada na Praça da Catedral, bairro Centro, em Parintins, está disponibilizando vários produtos originários de etnias indígenas do Amazonas, entre os itens mais populares está a Cachaça do Índio, bebida alcoólica indígena tradicional, fabricada pelo artesão e jornalista Yuri Magno, da etnia Sateré-Mawé, há 35 anos.

ADVERTISEMENT

A bebida se popularizou em 2015, e é fabricada artesanalmente a base de caldo de cana-de-açúcar, com a adição de plantas medicinais como Marapuama, Ubiratan, Xixuá e Guaraná em pó, sem mistura de outros tipos de cachaça.

A produção engarrafada para Parintins conta com cerca de 300 unidades, de uma safra recente de 2023, da cachaça em dose, e com 400 unidades de duas safras de cachaças envelhecidas desde 2009 e 2015.

O artesão e fabricante Yuri Magno ressalta a origem artesanal da bebida, que é feita com produtos naturais e é produzida dentro do Centro de Empreendedorismo Indígena Yandé Muraki, que é uma iniciativa da FEI.

“A cachaça do índio faz parte da medicina indígena junto de uma série de outros produtos que nós fabricamos como cremes, perfumes, shampoos e pomadas, elas são feitas com o conhecimento que eu recebi na aldeia desde os meus 13 anos de idade” pontuou Magno.

O diretor-presidente da FEI, Sinésio Trovão, destaca como a cachaça reflete o talento e o potencial dos produtos realizados pelos povos indígenas do Amazonas.

“Existe um enorme valor no conhecimento e trabalho dos nossos parentes artesãos, eles fazem produtos com muita qualidade e empenho para compartilhar, com os visitantes de Parintins, as sabedorias de séculos de história indígena”, disse Trovão.

Leia Também

plugins premium WordPress
error: Conteúdo protegido contra cópia!