Raio-X da política: Joana Darc gasta mais de um milhão em Cotão enquanto luta para não ser cassada

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on google
Google+
Share on whatsapp
WhatsApp

Bate-boca com Wilker Barreto e Dermilson Chagas, acusação contra os colegas ao vivo na tribuna da Aleam e um processo de cassação nos calcanhares. A deputada Joana Darc (União Brasil) entra na reta final do seu primeiro mandato tentando se equilibrar entre as postagens de estilo reality show e a vontade de se reeleger, custando caro aos cofres públicos, conforme levantamento feito por nossa equipe de reportagem.

Hoje os portais Estado do Amazonas e Expresso AM seguem a série especial dando um raio-x na militante da causa animal que em outubro coloca o nome em avaliação sob o voto popular em pleno voo turbulento. São muitas emoções, isso não há dúvida. Só para se ter uma ideia, em dois meses de mandato contabilizados este ano, Joana já custou R$ 15 mil só em gasolina ao contribuinte.

Estão publicados alguns dados de Joana Darc sobre gastos do seu mandato no site da Aleam.

A parlamentar usou mais de R$ 78 mil de cotão só em 2022. Estranhamente os números do mandato disponíveis pulam o mês de fevereiro. O detalhamento do uso da verba está disponível para acesso público:

O uso da verba contrasta com as polêmicas em que a parlamentar se meteu nos últimos anos. Sem provas, Joana voltou ao mesmo espaço e pediu desculpas por mentir e manchar a imagem dos deputados. Colocou a culpa na maternidade, disse que estava confusa, mas o pedido não foi aceito por todos. Durante a acusação ela foi enfática. “Eu não tenho que provar nada não. Eu tenho imunidade parlamentar”. A fala de Joana Darc na tribuna da “Casa do Povo” deixou os próprios colegas boquiabertos. O deputado Roberto Cidade havia acabado de ser eleito presidente, e Joana gritava ao mundo, via youtube oficial da Aleam, que a eleição havia sido comprada: “R$ 200 mil por voto.”

Passou a licença maternidade, a mesma deputada voltou para dizer que não tinha provas e que suas acusações eram infundadas. “Não tive a oportunidade de pedir desculpas. Queria pedir, aos meus amigos deputados, que se retire dos anais da Assembleia Legislativa as palavras que eu coloquei aqui nessa tribuna de forma injusta e leviana”, disse a deputada.

As acusações renderam para Joana um processo de cassação. Perder o mandato e os direitos políticos custariam uma conta política e econômica salgada. Enquanto segue na Aleam, Joana faz jus ao salário de R$ 19 mil por mês. Só no ano passado, a parlamentar usou de cotão mais de R$ 515 mil.

No Portal da Transparência da Aleam, Joana Darc aparece com gastos totais que ultrapassam a barreira milionária de 1.269.800,00. Dinheiro gasto do Cotão em assessoria jurídica, combustíveil, informativos e outros serviços, ainda que muitos meses não tenham sido preenchidos no site.

Hoje o destino dela está na Mesa Diretora da Casa. Wilker Barreto e Dermilson Chagas cobraram publicamente uma posição da presidência. Querem dar andamento ao processo e colocar o mandato de Joana sob o crivo dos colegas acusados de propineiros por ela.

OLHA O BARRACO!

Eleita na esteira do ex-governador Amazonino Mendes, Joana Darc já protagonizou várias “batalhas” com colegas. A mais famosa contra Dermilson Chagas, que refrescou a memória da ex-aliada do Negão, citando o apoio da parlamentar ao ex-governador nos tempos de vereadora.

Ela reagiu:

“Independente da coligação eu seria eleita porque os meus votos são votos de causa. Não preciso ficar por aí, por exemplo, distribuindo cartãozinho para as pessoas, utilizando a máquina administrativa. Eu apoiei o governador Amazonino, mas não vou colocar venda nos meus olhos. A nova política é a da coerência. “

A “nova política” de Joana na verdade  é uma tática conhecida e que segue a mil por hora em suas redes sociais. Os intermináveis vídeos “salvando” animais pipocam entre a militância desde os tempos de Câmara Municipal.

Cachorros e gatos são expostos, mesmo que  feridos. Sem filtro. “Joana Darc Protetora dos Animais”, o nome de guerra da parlamentar pegou entre os apoiadores, mas soa samba de uma nota só.

Recentemente a parlamentar posou e fez stories no terreno de onde será construído um hospital para animais. O Hospital Público Veterinário é mostrado por ela como “promessa de campanha”, mas na verdade é uma obra do Governo do Amazonas e que ficará pronta no fim do mandato. Salva pelo governador Wilson Lima aos 45 minutos do segundo tempo. “Hoje é um dos dias mais importantes da minha vida e da causa animal. A partir de hoje a gente vai colocar o primeiro tijolo de um lugar que vai salvar vidas todos os dias.”

Se o projeto do Governo do Amazonas será suficiente ou não para a reeleição, e se antes disso a deputada vai sobreviver à fogueira da política só o tempo dirá. Antes de ter a resposta, Joana vai sonhando com voos bem altos. “Daqui a muitos anos quero ser prefeita de Manaus”, anunciou esta semana, ainda sem deixar claro de que forma pretende ser manchete mais pelas realizações do que pelos barracos tão improdutivos, quanto usar a tribuna para dar parabéns ao restaurante do sogro.  

Procurada por nossa equipe de reportagem, a assessoria da parlamentar disse que todo o trabalho dela pode ser acesssado pelas redes sociais e pelo próprio site da Aleam.

Leia Também