Apresentador ‘cidadão de bem’ é substituído ao vivo após ser acusado de agredir amante

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on google
Google+
Share on whatsapp
WhatsApp
Daniel Santos defendia uma postura de "cidadão de bem e cristão". Segundo a denúncia ele mantinha o relacionamento extraconjugal há pelo menos quatro anos.

O apresentador do programa “Balanço Geral Curitiba”, Daniel Santos, foi substituído às pressas durante o programa ao vivo após ser denunciado na Delegacia da Mulher por agredir a amante. O fato ocorreu nessa segunda-feira (7) e ele foi substituído pelo também apresentador, Guilherme Rivarolli, que explicou aos telespectadores o motivo da substituição.

“Gente, hoje cinco minutos depois desse programa entrar no ar, a RIC TV foi comunicada que uma mulher estava na Delegacia da Mulher para fazer um boletim de ocorrência contra o apresentador Daniel Santos, que começou hoje a substituir o Jasson Goulart durante o período de férias do nosso apresentador titular”, disse. Daniel Santos havia começado naquele mesmo dia.

Diante dos fatos expostos, o apresentador continuou. “Diante dessa denúncia e certa que ela precisa ser esclarecida de forma a não deixar dúvidas, a RIC TV me chamou para assumir a apresentação do programa na edição de hoje. A RIC TV declara que é expressamente contra qualquer tipo de violência, em especial contra a mulher”, explicou.

“Na semana em que celebramos o Dia Internacional da Mulher, não poderíamos seguir sem prestar esse esclarecimento. Acompanhamos todos os desdobramentos do caso e de forma transparente nós comunicaremos diretamente com vocês o que está acontecendo. Assim como sempre fizemos e estamos fazendo neste momento”, concluiu Rivaroli.

Cidadão de bem e cristão

O apresentador acusador de violência contra a mulher é conhecido por defender a postura de ser um “cidadão determinado, pai e cidadão de bem”. Após ter o caso exposto, ele se defendeu dizendo que tudo não passava de uma chantagem. Eu e minha família estamos sendo alvos de chantagem. Quem me conhece e me acompanha no dia a dia, sabe quem eu sou”, pontuou o comunicador, que contratou um escritório de advocacia para atuar em sua defesa.

Denúncia

Daniel Santos está sendo acusando de ter pressionado a amante contra um portão no último domingo (6). Na delegacia a mulher afirmou que mantinha um relacionamento extraconjugal com o apresentador.

Um Boletim de Ocorrência (BO) foi registrado e a vítima conseguiu uma medida protetiva contra o repórter, que está proibido de se aproximar da suposta amante. A decisão, embasada na Lei Maria da Penha, foi com base no primeiro exame de corpo de delito feito por ela, que voltará a se apresentar ao Instituto Médico Legal na quarta-feira (9) para realizar novos exames.

De acordo com o advogado da mulher, ela mantinha um relacionamento esporádico com o comunicador há cerca de quatro anos, e que durante este tempo ela já teria sido humilhada em diversas ocasiões, mas que esta era a primeira vez que era agredida.

“Ela relata que era muito humilhada por ele, não fisicamente, mas verbalmente e psicologicamente. Era chamada de bipolar, louca, era maltratada”, revelou. 

A vítima teve várias escoriações pelos braços, pernas e em outras partes do corpo.

Leia Também