Vídeo: Alunos de curso preparatório militar proclamam frases de violência e t0rtura: ‘matarei seja aleijado ou menininho’

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on google
Google+
Share on whatsapp
WhatsApp

PERNAMBUCO | Um vídeo que mostra alunos de um curso preparatório para carreira militar repetindo frases violentas, no Centro do Recife, viralizou, nesta quinta (29), nas redes sociais.

As imagens do treinamento da MAC Cursos foram gravadas no sábado (24) e publicadas na quarta (28) pelo coletivo Jornalistas Livres. A Polícia Civil e o Ministério Público de Pernambuco (MPPE) investigam o caso.

As imagens mostram crianças, adolescentes e adultos repetindo dizeres de uma canção de Treinamento Físico Militar (TFM). A letra fala em “matar, em não ter compaixão e até em beber o sangue de mortos e tomar banho em uma piscina de sangue”.

“Ao descer da embarcação na aldeia inimiga causarei destruição. Matarei pela cidade, seja aleijado ou criança, menininho ou mulher. Sangue frio em minha veia congelou o meu coração. Eu não tenho sentimento e nem tão pouco compaixão”, diz um trecho.

As imagens também mostram os alunos carregando mochilas, marchando e repetindo as frases ditas por um dos professores.

“Interrogatório é muito fácil de fazer. A gente pega o marginal e bate nele até morrer. Quero banhar-me numa piscina cheia de sangue. Sangue dos mortos. Esse sangue eu já bebi”, afirmavam em coro durante o exercício.

A aula foi realizada em frente ao prédio do Shopping Pilar, onde o curso funciona, na Rua Imperatriz Tereza Cristina, 163, no bairro da Boa Vista. Muitos estudantes vestiam roupas com estampa de camuflagem e alguns usavam coturnos.

Nas redes sociais do curso, algumas pessoas deixaram comentários com críticas sobre o vídeo. “Matar crianças e mulheres, torturar até matar. Que ensino ‘maravilhoso’ dessa escola”, disse um internauta.

“Essa é a escola fascista de produz monstros né?”, disse outro. As mensagens foram apagadas da rede social do Unibe Recife.

Na página da Unibe, o curso é descrito como uma preparação para ingressar nas forças militares. Eles falam que o número de aprovados “não para de crescer” e que o curso é “focado no desenvolvimento do aluno em todas as frentes importantes para aprovação”.

Leia Também