TCE nega medida cautelar pedida por dona de portal contra governo do AM

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on google
Google+
Share on whatsapp
WhatsApp

O Tribunal de Contas do Amazonas (TCE) negou um pedido feito pela empresária e jornalista Anne Margareth Soares, que alegava irregularidades em uma ata de preços do pregão eletrônico Nº255/2022-CSC e o termo de contrato Nº172022 da Secretaria de Estado de Justiça, Direitos Humanos e Cidadania (Sejusc).

A alegação foi feita com base em matéria do site da própria jornalista, dona do Radar Amazônico. A decisão é do relator do processo, conselheiro Luis Fabian Pereira Barbosa, que não encontrou preenchimento de requisitos de plausibilidade da denunciante.

Clique aqui e leia a decisão do Tribunal.

Leia Também