Sob custódia de agência de imigração, brasileiro morre nos EUA

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on google
Google+
Share on whatsapp
WhatsApp
O jovem havia sido detido na cidade de El Paso, no Texas, por agentes da patrulha de fronteira depois de entrar no país sem documentação.

O brasileiro Kesley Vial, de 23 anos, morreu na última quarta-feira (24) sob custódia da agência de imigração dos Estados Unidos (ICE, na sigla em inglês). O órgão afirmou que a autópsia ainda vai determinar a causa da morte e que notificou os parentes do jovem.

O jovem havia sido detido na cidade de El Paso, no Texas, por agentes da patrulha de fronteira depois de entrar no país sem documentação. A imigração americana diz que o brasileiro teria sido capturado em 22 de abril, mas admite não ter certeza da data pode não ser exata.

Kesley Vial foi transferido para a custódia da ICE em El Paso em 29 de abril para aguardar o seu procedimento de deportação. Enquanto o processo estava em andamento, ele foi levado para um centro de detenção em Torrance, no Estado do Novo México, vizinho ao Texas, onde no dia 17 de agosto foi encontrado inconsciente por funcionários do centro de detenção..

A equipe médica do local fez os primeiros-socorros e pediu o apoio de paramédicos, que o atenderam e o transferiram para o Hospital da Universidade do Novo México, onde ele acabou morrendo 10 dias depois.

A ICE disse que notificou os órgãos apropriados a respeito da morte, incluindo o consulado brasileiro em Houston, Texas, e que está “realizando uma revisão abrangente deste incidente”.

A agência afirmou ainda que todos os imigrantes em suas unidades de detenção recebem assistência e que destina US$ 315 milhões por ano em serviços de saúde às pessoas sob sua custódia.

Com informações do G1

Leia Também