Rabdomiólise: Amazonas já registra 55 casos da ‘doença da urina preta’

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on google
Google+
Share on whatsapp
WhatsApp

Mais um caso de rabdomiólise (a doença da urina preta) foi notificado à Fundação de Vigilância em Saúde do Amazonas nesta terça-feira (7). Com esse novo caso, registrado em pela Secretaria Municipal de Itacoatiara (Semsa/Itacoatiara), o Amazonas passa a registrar 55 casos da síndrome em pessoas que buscaram atendimento médico após a ingestão de peixes.

Dos 55 casos notificados, 37 são de Itacoatiara (sendo um óbito), quatro de Silves, quatro de Borba, três de Manaus, três de Parintins, um de Caapiranga, um de Autazes, um de Maués e um de Manacapuru. Das notificações, três pessoas seguem internadas por rabdomiólise.

O caso notificado, nesta terça, é do sexo masculino, de 19 anos, residente da Vila de Novo Remanso, em Itacoatiara. O paciente apresentou dor abdominal, vômito, diarreia e nível de creatinina-fosfoquinase (CPK) alterado, pelo menos, uma hora após ter ingerido peixe. O paciente segue estável, internado em Itacoatiara.

De acordo com a diretora técnica da FVS-RCP, Tatyana Amorim, a FVS-RCP, em conjunto com a Vigilância Epidemiológica da Semsa/Itacoatiara, segue monitorando todo o cenário de rabdomiólise no Amazonas, incluindo esse novo caso notificado. “Todos os envolvidos no surto estão sendo monitorados e a força-tarefa do Governo do Estado, formada por várias instituições estaduais, estão atuando no acompanhamento do controle da rabdomiólise no Estado”, disse Tatyana.

Leia Também