Losartana é recolhida do mercado por conter impurezas; Saiba o que fazer agora

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on google
Google+
Share on whatsapp
WhatsApp
O medicamento é um dos mais usados no tratamento de pressão alta e insuficiência cardíaca.

Nesta semana, a farmacêutica Sanofi Medley anunciou o recolhimento voluntário e preventivo de três formulações de medicamentos com o princípio ativo losartana do mercado. A decisão foi tomada após serem identificadas impurezas nos comprimidos que podem causar mutações e aumentar o risco de câncer.

De acordo com especialistas, a interrupção do tratamento com losartana, usada em pacientes com pressão arterial alta e insuficiência cardíaca pode trazer riscos para a saúde. A medicação é uma das mais utilizadas por estes pacientes do Brasil.

O site G1 ouviu especialistas para esclarecer os pacientes sobre os riscos e o que lelés devem saber e fazer a partir de agora. Segundo os especialistas afirmaram, a Losartana é uma medicação que tem o intuito de baixar a pressão do paciente.

A A Sanofi Medley informou que está recolhendo do mercado três formulações de medicamentos com o princípio ativo losartana porque foram encontradas impurezas nos comprimidos que podem causar mutações e aumentar o risco de câncer. “Essas impurezas têm um potencial mutagênico. Então existe uma possibilidade dessas impurezas promoverem algumas mutações genéticas, embora isso seja algo de uma baixa probabilidade. São dados que ainda não são muito conhecidos em humanos. Mas uma vez que você identifica essas impurezas, existe uma possibilidade que isso leve a um risco aumentado de câncer”, diz Weimar Sebba Barroso, do Comitê Científico da Sociedade Brasileira de Cardiologia (SBC).

Em nota divulgada na quinta-feira (10), a Sociedade Brasileira de Cardiologia (SBC) também pontuou que, “até o momento, não foram relatados problemas semelhantes em outros medicamentos pertencentes à classe de bloqueadores dos receptores de angiotensina ou mesmo de losartana em monoterapia ou combinação por outras indústrias farmacêuticas”.

Os especialistas ressaltaram que os pacientes não devem interromper o tratamentoda hipertensão, mas sim procurarem orientação médica.

O recolhimento engloba todos os lotes dos produtos da Sanofi/Medley:

  1. losartana potássica + hidroclorotiazida 50 mg + 12,5 mg
  2. losartana potássica + hidroclorotiazida 100 mg + 25 mg
  3. losartana potássica 50 mg e 100 mg

Leia Também