Réus do Caso Fred, de 2001, vão a julgamento que deve durar até três dias

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on google
Google+
Share on whatsapp
WhatsApp

A 2ª Vara do Tribunal do Júri da Comarca de Manaus vai julgar, a partir da próxima segunda-feira (10/10), a ação penal contra os réus Aroldo da Silva Ribeiro, Raimundo Rooselvet da Conceição de Almeida Neves e Francisco Trindade Saraiva Pinheiro, acusados de envolvimento na série de oito assassinatos, que ficou conhecido como “Caso Fred”.

A sessão de julgamento popular será presidida pelo juiz de Direito Eliezer Fernandes Júnior. O julgamento está previsto para iniciar às 9h, no Fórum de Justiça Ministro Henoch Reis, avenida Jornalista Umberto Calderaro Filho, bairro de São Francisco, zona centro-sul de Manaus. A previsão é que o julgamento se estenda para dois ou três dias.

Caso Fred

O “Caso Fred”, como ficou conhecido, começou com o assassinato de Daniele Damasceno, em 2001. Na época, Fred Júnior, namorado da vítima, foi acusado e condenado pelo crime. No mesmo ano, o pai dele, o técnico agrícola Fred Fernandes da Silva, foi assassinado após visitar o filho no presídio. Ao todo, oito homicídios foram registrados no curso do caso.

Houve desmembramento do processo judicial e, em 28 de novembro de 2013, a 2.ª Vara do Tribunal do Júri julgou e condenou a 33 anos de prisão o casal Waldemarino Damasceno e Terezinha de Jesus Oliveira Rocha, acusados de serem os mandantes do crime que teve como vítimas Fred Fernandes, Maria da Conceição e Adônis.

Leia Também