Relatório da SSP-AM e Procuradoria-Geral aponta que Exército cedeu o próprio quartel para bolsonaristas em Manaus

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on google
Google+
Share on whatsapp
WhatsApp

Um relatório da Secretaria de Segurança Pública do Amazonas e da Procuradoria-Geral do Estados, enviados à Casa Civil e à Justiça Federal, segundo reportagem da UOL, aponta que os bolsonaristas acampados em frente ao Comando Militar d Amazônia (CMA) tiveram ajuda do exército.

Os militares cederam espaços dentro do próprio quartel para guardar os materiais das manifestações, que iniciaram após o resultado das eleições, em outubro. As informações foram divulgadas nesta segunda-feira (16).

O CMA, anteriormente, não podia ser ocupado nem mesmo se um veículo desse pane na frente. No entanto, conforme o relatório, ficou comprovado que o Exército Brasileiro deu apoio temporário mesmo participando das reuniões no Gabinete de Crise a respeito da situação.

No início de janeiro, no dia 9, após determinação do Supremo Tribunal Federal (STF) e da 1ª Vara Federal do Amazonas, deu-se fim ao acampamento.

 

Leia Também