Primeiro caso de varíola dos macacos é registrado em Parintins e paciente morre

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on google
Google+
Share on whatsapp
WhatsApp

O primeiro caso de Monkeypox, mais conhecido como varíola dos macacos, foi confirmado na tarde deste sábado (27), em Parintins, interior do Amazonas. Se tratava de um homem que morreu e, segundo a Fundação de Vigilância em Saúde do Estado do Amazonas (FVS-RCP), era imunossuprimido e possuía outras doenças.

O caso foi notificado no dia 12 de agosto, mas a confirmação para Monkeypox só veio no dia 18 de agosto. Ele apresentou febre, fraqueza e erupção cutânea sugestivas à doença na face, nos membros superiores e inferiores.

Com o agravamento do quadro, o homem chegou a ser transferido para Manaus e internado na Fundação de Medicina Tropical Doutor Vieira Dourado, com quadro clínico de doença pulmonar e lesões cutâneas, mas a FVS negou que ele tenha morrido em decorrência da doença, mas sim por causa dos outros problemas de saúde.

Na capital Manaus, segundo a FVS-AM, há 18 registros da doença. Os três últimos foram confirmados nessa sexta-feira (26). Em todos os casos no estado, 95% são em homens.

Leia Também