Preso autor dos tiros que mataram empresário que era dono do Pagode do P 10

Facebook
Twitter
WhatsApp

MANAUS (AM) – O terceiro suspeito na morte do empresário Rafael Moura Cunha, de 41 anos, dono do Pagode do P10, foi preso nesta sexta-feira (11). Segundo a Polícia Civil, Adriano F. A foi o pistoleiro que disparou os tiros na vítima, morta no dia 2 de dezembro de 2021.

ADVERTISEMENT

Duas pessoas já haviam sido presas pelo crime: o sócio da vítima, Julian Larry Barbosa Soares, que teria encomendado o assassinato, e Alinelson William Araújo Pereira, que teria intermediado Julian com Adriano. O empresário foi morto na avenida Perimetral 2, no bairro Parque 10, Zona Centro-Sul de Manaus, quando entrava na própria agência, Puraka Mídia.

Segundo investigações da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS), Julian devia R$ 300 mil de sua parte na sociedade de um estabelecimento que tinha com a vítima, o Blend Café, mas não tinha como pagar. Por conta disso, arquitetou o assassinato do próprio sócio.

O último preso, Adriano, foi encontrado durante uma abordagem na rua Tucanos, no bairro Ouro Verde, Zona Leste de Manaus. Ele foi encaminhado para a DEHS para os procedimentos cabíveis.

Leia Também

plugins premium WordPress
error: Conteúdo protegido contra cópia!