Prefeitura é reconhecida pelo Ministério da Saúde por boas práticas de saúde da família em Manaus

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on google
Google+
Share on whatsapp
WhatsApp

O Ministério da Saúde (MS) reconheceu as boas práticas que mantêm a saúde básica da capital amazonense como a melhor do país. Nesta sexta-feira, 16/9, a Prefeitura de Manaus, por meio da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa), apresentou as estratégias desenvolvidas pela gestão para avançar na cobertura e superar metas na Atenção Primária à Saúde (APS). Desde o último quadrimestre de 2021, Manaus sustenta o melhor resultado do programa “Previne Brasil”, no ranking das capitais e metrópoles.

Em publicação feita no site oficial do MS, as ações efetivas adotadas pela gestão municipal nos últimos meses ganharam destaque nacional e foram baseadas em seis frentes de trabalho importantes para o alcance de indicadores qualitativos: o plano de monitoramento dos indicadores de saúde; estratégias de vacinação; inovação tecnológica; reorganização do processo de trabalho; fortalecimento da busca ativa dos usuários faltosos; e o fortalecimento na divulgação.

A publicação também ressaltou resultados mais significativos da saúde básica de acordo com monitoramento da secretaria municipal, como o aumento nas coberturas vacinais de Poliomielite e Pentavalente, que saltaram de 35% em 2021 para 66% em 2022, com meta de 95% para cada ano. Também houve alta de 35,12% da população, estimada em 237.966 pessoas, identificada com hipertensão na capital e expansão de 88% de exames para sífilis e HIV realizados por gestantes no primeiro quadrimestre deste ano.

Outros números levados em consideração demonstram que nos primeiros quatro meses deste ano, Manaus possuía exatos 1.654.397 cadastros vinculados Atenção Primária à Saúde e 1.120 Agentes Comunitários de Saúde (ACS), além de 214 Unidades Básicas de Saúde (UBS) e mais de 880 equipes de saúde distribuídas em atendimentos voltados a saúde básica.

Cada dado e metodologia aplicada às ações implementadas foram divulgados pelo prefeito David Almeida e pela secretária da Semsa, Shádia Fraxe, em cerimônia oficial na Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam), nessa sexta-feira, 16/9, em Manaus. O secretário de Atenção Primária do Ministério da Saúde, Raphael Câmara, que, junto à equipe técnica ministerial, acompanhou atentamente a exposição e reconheceu o empenho do município.

“Manaus tem sido exemplo não só por perseguir cada um desses fundamentos, mas pela disposição de mantê-los, o que é mais difícil. Lembro que quando a gestão iniciou no ápice da pandemia, nós, junto com a Shádia e o prefeito, unimos nossas forças com o estado também para as ações de enfrentamento da Covid-19, e o embrião desse primeiro lugar foi iniciado, com toda a gestão da prefeitura. Conseguimos alocar os médicos e com isso fazer essa atenção primária maravilhosa, exitosa que Manaus tem e é importante mostrar isso para todo o Brasil, e nós vamos fazer isso no Ministério da Saúde”, destacou Câmara.

Para o prefeito David Almeida, o bom desempenho da cidade em relação à saúde básica demonstra que Manaus “conseguiu dar a volta por cima” após herdar uma das piores saúde do País, com foco na capacidade técnica e compromisso da equipe que, segundo ele, não mede esforços para realizar ações e campanhas que salvam vidas. “Pelos números que temos, nós podemos comemorar, muito provavelmente, seremos, pelo terceiro quadrimestre consecutivo, a saúde básica número 1 do Brasil dentre as capitais e metrópoles, porque essa equipe é determinada. É a mudança de atitude, é a mudança de gestão e nós provamos que com gestão é possível se tornar o melhor do Brasil e estamos fazendo isso na Prefeitura de Manaus”, enfatizou Almeida, ao parabenizar os profissionais e gestores da Semsa.

Atualmente, Manaus tem a nota 7,74 no Índice Sintético Final (ISF) do Previne Brasil, alcançada no último quadrimestre de 2022, a melhor nesse nível da atenção entre capitais e metrópoles. A posição de destaque no financiamento da APS se mantém desde o quarto quadrimestre de 2021, quando Manaus assumiu a liderança nacional após atingir a nota 8,7. E não deve parar, porque de acordo com o levantamento de abril deste ano, a cobertura na cidade foi elevada em 66,7%.

“A nossa cidade é o espelho da gestão do nosso prefeito David Almeida, que é um portador sempre de boas notícias para nossa cidade. É com muito orgulho que apresentamos hoje todas as estratégias exitosas que tivemos para alcançar o primeiro lugar no ranking das capitais por meio do Previne Brasil. E se Deus quiser vamos comemorar pela terceira vez consecutiva os melhores resultados e só conseguimos, porque estamos todos de mãos dadas”, projetou Shádia Fraxe.

Previne Brasil

O programa “Previne Brasil” avalia a saúde básica das cidades a partir de três eixos: o cadastro da população na Atenção Primária à Saúde (APS), as ações programáticas e sete indicadores de desempenho, relacionados à saúde da mulher, pré-natal, saúde da criança e doenças crônicas. O Índice Sintético Final (ISF), que gera o ranking das capitais, considera a proporção desses indicadores e o acesso aos recursos para investimento na área depende do desempenho de cada município no programa.

Leia Também