Prefeito de Manaus assina ordem de serviço para reforma do mercado Maximino Corrêa

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on google
Google+
Share on whatsapp
WhatsApp

O prefeito de Manaus, David Almeida, assinou, na manhã desta quarta-feira, 14/12, a ordem de serviço para o início da reforma do mercado municipal Maximino Corrêa, localizado no bairro Praça 14 de Janeiro, zona Sul da capital amazonense. Do total de 35 reformas anunciadas pelo chefe do Executivo municipal, esta já é a 25ª obra a ser iniciada pela prefeitura, por meio da Secretaria Municipal de Agricultura, Abastecimento, Centro e Comércio Informal (Semacc).

“Vamos reformar entre 30 estruturas de mercados e feiras na cidade de Manaus. Essa, portanto, é a 25ª obra que estamos dando ordem de serviço. Quando a gente olha um mercado como esse, histórico, tradicional, desse jeito, podemos ver que foram décadas de abandono, e a prefeitura, junto com o governo do Estado, teve um olhar de sensibilidade sobre esse espaço. Nós vamos realizar a reforma na estrutura, equipar os boxes dos feirantes e dar a eles uma condição muito melhor do que eles têm hoje. Isso dá dignidade e qualidade de vida aos trabalhadores e aos moradores que se utilizam desses serviços”, assegurou o prefeito.

No total, serão investidos R$ 517 mil, para a reforma completa do mercado. As obras vão contemplar melhorias na estrutura metálica do prédio, cobertura, paredes, piso, nas esquadrias e instalações elétricas, drenagem, reforma dos banheiros com troca de equipamentos, pintura interna e externa, comunicação visual, entre outros serviços.

“O bairro Praça 14 vai crescer ainda mais com esse mercado sendo reformado e revitalizado, que logo será entregue, e todos os feirantes merecem uma atenção especial com novos equipamentos. Eles terão continuidade do trabalho, porque as obras vão acontecer por etapas, então ninguém vai precisar parar”, completou o titular da Semacc, Wanderson Costa.

A ação contempla também a troca de todos os equipamentos para melhorar as condições de trabalho dos feirantes nesses espaços públicos, por meio da Secretaria Municipal do Trabalho, Empreendedorismo e Inovação (Semtepi) e do Fundo Municipal de Empreendedorismo e Inovação (Fumipeq).

O mercado municipal Maximino Corrêa foi fundado em 1966. Possui 559 metros quadrados e atende a 51 permissionários diretos, distribuídos em 39 boxes e 12 bancas. Sua última reforma foi em 2015, há 7 anos. O espaço gera 70 empregos diretos e mais de 300 indiretos.

“Em nome de todos os feirantes, quero agradecer ao prefeito pelo trabalho que ele tem feito não só nas feiras e mercados, mas em toda a cidade de Manaus. Graças a Deus, essa ajuda chegou para a gente, e nossas expectativas são as melhores possíveis”, agradeceu o feirante Francisco Pontes.

O mercado faz parte do convênio entre a Prefeitura de Manaus e o governo do Estado, firmado há 1 ano, para a reforma de mais de 30 feiras e mercados na capital. Aproximadamente R$ 25 milhões estão sendo investidos nessas obras.

Com informações de assessoria 

Leia Também