Urgente: Em reunião com Bolsonaro, Wilson Lima consegue garantias de correção sobre decreto com redução do IPI

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on google
Google+
Share on whatsapp
WhatsApp
Segundo o governador, Bolsonaro prometeu que irá corrigir o decreto que prejudicava diretamente a ZFM.

O governador do Amazonas, Wilson Lima (PSC), publicou na tarde desta quarta-feira (9) em suas redes sociais uma boa notícia para os amazonenses: Em reunião com o presidente Jair Bolsonaro (PL), o líder do executivo prometeu que irá corrigir o decreto presidencial que reduziu a alíquota de IPI em todo o Brasil.

A reunião aconteceu com a presença do ministro da Economia, Paulo Guedes. Se a garantia que Bolsonaro fez a Wilson Lima for concretizada, a Zona Franca de Manaus terá as vantagens que atraem investidores e empresas para o Estado do Amazonas mantidas, dentre elas a isenção de impostos, como o IPI.

“Acabamos de reunir com o presidente @jairmessiasbolsonaro, com o ministro da Economia, Paulo Guedes e equipe para tratar sobre a Zona Franca de Manaus e a redução do IPI. Tivemos a garantia de que o decreto será republicado e os produtos que são fabricados na Zona Franca de Manaus e que já possuem seu PPB não terão o IPI reduzido. Isso garante competitividade das empresas instaladas no Polo Industrial de Manaus e, consequentemente, a manutenção de mais de 400 mil empregos diretos e indiretos em nosso estado”, escreveu Wilson Lima em sua conta no Instagram.

Com esta decisão, os produtos produzidos na ZFM continuam com preços competitivos, principalmente com relação a logística.

Críticas

Após assinar o decreto com a redução do IPI para todo País, Bolsonaro foi alvo de críticas generalizadas da classe política e empresarial amazonense. A regra foi considerada uma ameaça à Zona Franca, uma vez que reduziu o IPI de forma generalizada em todo o país, o que tornava menos interessante montar as linhas de produção em Manaus, cujo custo logístico é mais elevado.

De acordo com Wilson Lima, um novo decreto com as alterações no IPI deverá ser publicado, conforme promessa de Bolsonaro, que assegurou ao governador que virá a Manaus para a assinatura do documento, até o final do mês.

Leia Também