Presidente do PT é dada como ‘morta’ pelo SUS

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on google
Google+
Share on whatsapp
WhatsApp

A deputada federal e presidente do Partido dos Trabalhadores (PT), Gleisi Hoffmann (PR), foi surpreendida com a notícia da sua própria morte após ter o cadastro no Sistema Único de Saúde (SUS) suspenso por motivo de óbito, em uma alteração de dados feita em março de 2019.

De acordo com a assessoria da parlamentar, ela só foi alertada sobre o caso após ter suas informações checadas para a vacinação contra a Covid-19.

No cadastro aparece a informação de suspensão ‘por motiva de óbito’. Além disso, o nome Bolsonaro aparece no campo de apelido do formulário.

A presidente do PT tomou a 1ª dose contra a Covid-19 no final de junho, mas somente nessa segunda-feira (12) ela foi alertada de que deveria corrigir a informação no cadastro do sistema, antes de tomar a 2ª dose, agendada para setembro deste ano.

O Ministério da Saúde não se pronunciou sobre o episódio. Nas redes sociais a deputada cobrou providências do Governo Federal.

O nome do presidente Bolsonaro aparece no formulário no campo ‘apelido’ – Foto: Reprodução

Leia Também