Deputado Serafim Correa defende Nilton Lins e Marcellus Campêlo: ‘Vítimas de injustiças’

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on google
Google+
Share on whatsapp
WhatsApp

O deputado estadual Serafim Correa (PSB) entrou na defesa do empresário Nilton Lins Jr. e do ex-secretário de Saúde Marcellus Campêlo nesta terça-feira. O parlamentar disse que os dois foram vítimas de “injustiças” por parte da Operação Sangria, que acabou na prisão temporária de ambos por cinco dias.

A primeira defesa foi feita para Nilton Lins, dono do prédio onde foi montado o hopsital de campanha. “Ali não há fantasma, ali tem um prédio. É um fato concreto. Então, não seria o caminho de expor a família, de tripudiar sobre a família. A CPI da saúde, feita por esta casa, mostrou o laranjal das empresas e a Secretaria de Saúde do Estado não quis mais os serviços e requisitou os serviços do Hospital Nilton Lins. Aí pronto, essa requisição virou outro crime. Quero deixar registrado que considero injusto o que aconteceu com a família Nilton Lins”, disse.

Serafim continuou e disse que o ex-secretário de Saúde também foi vítima. “Ele está do outro lado. Foi ele quem requisitou, ele não contratou nem recrutou ninguém e de repente, se faz uma enorme confusão. Esse rapaz teve a dignidade de pedir demissão do cargo, para que apurem. Agora, eu espero que ao final, quando ficar tudo esclarecido, que a Polícia Federal e o Ministério Público Federal respondam pelos seus atos”, concluiu o ex-prefeito de Manaus.

Leia Também