Com a maioria das intensões de votos, Lula fala com jovens sobre revolução comportamental

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on google
Google+
Share on whatsapp
WhatsApp
Lula falou com os jovens sobre a importância deles no resultado das eleições e pediu que expressassem suas vontades por meio do voto.

Aproveitando a simpatia que os eleitores jovens têm com a sua personalidade, o ex-presidente Lula têm dado uma atenção especial a esse público. No último sábado (25), o petista participou de um movimento de periferia em São Paulo, e no domingo (26) se reuniu com eleitores na Bahia, e Sergipe. Ele aproveitou para incentivá-los a tirarem o título de eleitor, tendo em vista as eleições de 2022.

Nas últimas pesquisas Lula lidera todos os cenários de votos para as eleições presidenciáveis, deixando o seu maior rival, o atual presidente, Jair Bolsonaro, para trás. Durante o evento ele falou diretamente com os jovens com idades entre 16 e 17 anos e pediu que eles se expressassem por meio do voto.

“É preciso que a gente tenha muita responsabilidade. Vai ser um ano que não é um ano de eleição. É um ano de uma revolução comportamental. Nós precisamos dizer para o povo o seguinte: ou ele conserta esse País, ou ele vai amargar o fim da vida. E temos que dizer isso para a juventude”, disse Lula.

“A juventude que é mais rebelde, que mais protesta, que mais grita, que às vezes parece mais radical, que ela tem que tirar o título para votar. Esse é um discurso que nós temos que fazer, companheiros e companheiras. É dizer para o jovem: ô cara, tira o seu título. Nós já aprovamos para você votar a partir dos 16 anos. Você acha que ninguém presta? Então seja você o candidato”, completou.

Além de falar sobre a importância do voto dos jovens, Lula também disse que nos próximos encontros irá conversar sobre como construir uma base política consistente no Congresso Nacional, para que os projetos do governo sejam aceitos.“Não é só votar no presidente não. Você tem que votar no presidente, votar no senador, votar no deputado, em pessoas que pensam de forma progressista”, finalizou o presidenciável.

Leia Também