Alberto Neto posta pesquisa antiga e comemora: “para desespero da esquerda”

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on google
Google+
Share on whatsapp
WhatsApp
Na pesquisa realizada em março deste ano Bolsonaro aparece 10 pontos à frente de Lula, cenário totalmente diferente de agora, em que o petista tem 48% contra 22% de Bolsonaro.

A falta de atenção ou a vontade de ver o seu grande ídolo político foi tão grande que fez com que o deputado federal Capitão Alberto Neto (Republicano) publicasse nesta sexta-feira (17), uma pesquisa eleitoral na qual Bolsonaro (PL) aparece 10 pontos à frente de Lula (PT). O detalhe é que a pesquisa foi feita em março deste ano e não reflete o atual cenário político do País.

Alberto Neto fez a publicação em sua conta no Instagram nessa sexta-feira. “Para desespero da esquerda”, escreveu ele na postagem. A pesquisa divulgada por ele foi realizada entre uma parceria da CNN Brasil e o Instituto Real Time Big Data. Esta foi inclusive a primeira pesquisa feita após Lula torna-se elegível novamente, depois que as condenações da Lava Jato foram anuladas.

Um internauta ainda tentou avisar o deputado federal do erro. Na postagem ele comentou “Eu não confio na pesquisa do Datafolha, mas essa pesquisa da CNN foi no início de 2021”. Outros seguidores também alertaram Alberto Neto, mas o deputado parece não dar muita atenção para os comentários pois mesmo após os avisos sobre o “mico” que estava passando, a publicação continuou no Instagram dele.

Publicação feita hoje com a pesquisa de março deste ano – Foto: Reprodução

Cenário atual

Nesta semana, a Datafolha divulgou a última pesquisa feita com eleitores do País em dezembro. Nela Lula aparece com 48% da preferência dos brasileiros, contra 22% que votariam em Bolsonaro. Outro levantamento também foi feito pela CNT/MDA e neste, Lula tem 42,4% contra 25,6% para Bolsonaro. Ambas pesquisas foram divulgadas nessa quinta-feira (16).

Flagrante forjado

Em 2020, quando era candidato à Prefeitura de Manaus, Alberto Neto se envolveu em uma suposta prisão de um homem, que segundo ele, teria furtado um aparelho celular de um passageiro de ônibus. O flagrante teria sido feito enquanto o então candidato fazia campanha na avenida Djalma Batista, na zona Centro-Sul de Manaus.

Alberto fez a abordagem ao homem com arma em punho, mesmo sem o homem reagir. Em seguida ele afirmou que o suposto suspeito tinha furtado, apesar de não ter nenhuma materialidade do crime. Toda ação foi filmada pela assessoria do deputado e usada na campanha dele.

O homem detido por Alberto Neto disse que estava a caminho do trabalho e que na revista só foram encontrados instrumentos de trabalho dele, que era pedreiro. Na ocasião, ele foi levado para uma delegacia da cidade, mas foi liberado por falta de provas.

Toda ação foi filmada pela assessoria do deputado e usada na campanha dele – Foto: Reprodução

Leia Também