VÍDEO: Bandidos que sequestraram irmãos faziam parte de nova facção criminosa que atua no Amazonas

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on google
Google+
Share on whatsapp
WhatsApp
Um dos bandidos já foi condenado por homicídio culposo e o outro, é lutador de MMA de uma grande academia de Manaus. As vítimas chegaram a transferir R$ 10 mil para uma conta bancária deles.

Uma família de trabalhadores viveu momentos de total desespero e angústia nessa quarta-feira (12), após dois irmãos, um deles empresário e o outro advogado, serem sequestrados por bandidos no momento que faziam a entrega de um sofá para a empresa do pai deles. O crime ocorreu no bairro Lírio do Vale e poucas horas depois, o cativeiro para onde eles foram levados foi ‘estourado’ pela polícia, no bairro Tarumã, zona Oeste de Manaus.

No momento do sequestro os criminosos estavam em dois veículos, sendo um Voyage placa NON9A32 e um Ônix PHY3A21. Eles abordaram as vítimas inicialmente disfarçados de policias, mas logo em seguida anunciaram o sequestro. No carro das vítimas haviam três irmãos, porém, um deles foi liberado pelos criminosos por ter síndrome de down.

E foi justamente o irmão liberado quem conseguiu pedir ajuda inicialmente, já que ele tinha um aparelho celular escondido. A polícia foi acionada e com ajuda de imagens gravadas da hora do sequestro, conseguiu identificar os veículos utilizados e, posteriormente, o cativeiro para onde os bandidos haviam levado os irmãos.

Momentos de aflição

Desde o momento da abordagem violenta com uso de armas de grosso calibre como fuzil, as vítimas passaram a ser ameaçadas pelos quatro bandidos. Segundo o pai das vítimas, os infratores se passaram por clientes, fizeram pedido de um sofá e chegaram inclusive a pagar uma entrada pelo produto. No momento da entrega eles anunciaram o sequestro.

Durante o tempo em que estiveram sob ameaças dos criminosos, uma das vítimas chegou a fazer uma transferência no valor de R$ 10 mil para uma conta bancária. Inicialmente o valor cobrado era de R$ 40 mil.

Após identificarem o local para os irmãos haviam sido levados, os policiais foram até a casa, na comunidade Campos Sales, Tarumã, e lá conseguiram prender dois dos envolvidos. Eles foram identificados como Sandro Assam Salazar, de 42 anos e Klinger Pinheiro Ferreira. Na casa foram apreendidos os veículos utilizados no crime. Dois criminosos conseguiram fugir por uma mata.

Segundo a polícia, as vítimas conseguiram fugir do cativeiro e pedir ajuda dos policiais que já faziam monitoramento do local. Eles tinham marcas de agressões pelo corpo.

Bandidos conhecidos

Um dos sequestradores, Klinger Pinheiro, é lutador de MMA da academia Márcio Pontes Brazilian Jiu-Jitsu. Ele já chegou inclusive a fazer parte de uma matéria jornalística sobre os problemas enfrentados pelos atletas da categoria com chegada da pandemia. Na ocasião ele deu a entender que não gostaria de trabalhar para conseguir dinheiro e que prefira viver da luta e dos patrocínios que ganhava na época.

O outro preso é Sandro Salazar. Com ficha na polícia por homicídio culposo por acidente de trânsito e deixar de prestar socorro, ele já inclusive julgado e condenado a três anos de prisão em regime aberto. Sandro também já apareceu na mídia por ter ganhado uma premiação em dinheiro do Amazonas da Sorte.

Segundo informações, ambos fazem parte de uma nova facção criminosa que vem tentando dominar várias áreas da cidade de Manais, denominada “Revolucionários do Amazonas” (RDA). O caso foi registrado no 19º Distrito Integrado de Polícia (DIP) e agora cabe à Polícia Civil continuar as investigações para chegar aos outros envolvidos no sequestro dos irmãos.

Veja o momento que os irmãos foram sequestrados:

Leia Também