Trio é preso por sequestro de irmãos em Manaus; Quarto envolvido continua foragido

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on google
Google+
Share on whatsapp
WhatsApp
Na ocasião do crime, as vítimas foram torturadas, e uma delas teve o braço quebrado pelos bandidos.

Márcio Rodrigues de Sá, de 41 anos, Marilane dos Santos Custódio, 42, e Paulo Henrique Guerra Jozaka, de 25 anos, foram presos durante uma operação policial por envolvimento por envolvimento no sequestro de dois irmãos, de 29 e 34 anos. O crime ocorreu no dia 12 de janeiro deste ano, no bairro Nova Esperança, zona Oeste de Manaus.

De acordo com o delegado do 19º Distrito Integrado de Polícia (DIP), Aldeney Goes, na ocasião do crime, as vítimas receberam mensagem para negociar a compra de um sofá, no valor de R$ 400. No local da entrega, os irmãos foram rendidos por quatro indivíduos. “Os irmãos foram abordados em via pública por dois veículos, e os infratores, fortemente armados, levaram-nos para um cativeiro, exigindo que as vítimas fizessem uma transferência bancária no valor de R$ 10 mil”, explicou Aldeney.

Os criminosos estavam em dois veículos, de modelos Voyage e Ônix. No momento da ação criminosa, três irmãos foram rendidos e colocados dentro de um carro, mas uma das vítimas foi liberada.

Durante o tempo em que estiveram sob a mira dos criminosos, as vítimas foram torturadas, e uma delas teve o braço quebrado. Na época, outros dois envolvidos foram presos, identificados como Klinger Pinheiro, que é lutador de MMA, e Sandro Assam Salazar, que já havia sido condenado por homicídio culposo. As prisões deles culminaram na primeira fase da operação para desarticular esse grupo criminoso.

“Por meio das investigações realizadas, conseguimos cumprir quatro mandados de prisão, que resultaram na prisão desse trio, entre quarta e quinta”, disse o delegado. Ainda segundo o delegado, os bandidos já haviam tentado cometer o crime outras duas vezes, em dias anteriores, entretanto, as vítimas desconfiaram e acabaram saindo do local.

“Dois dias antes do crime, eles tentaram cometer o crime, mas as vítimas desconfiaram e não continuaram com a entrega. No dia do sequestro dos irmãos, eles usaram uma mulher para fazer o contato como se fosse um cliente”, disse a autoridade.

O trio responderá por sequestro e associação criminosa e ficará à disposição da Justiça.

Foragido

Agora, a Polícia Civil segue em busca de um quarto envolvido, identificado como Emerson de Oliveira Soares. Ele possui um mandado de prisão em aberto, no entanto, não foi localizado em sua residência durante a ação, portanto, é considerado foragido.

As pessoas que souberem do paradeiro de Emerson devem ligar para o 181, disque-denúncia da Secretaria de Segurança Pública do Amazonas (SSP-AM). “A identidade do informante será mantida em sigilo”, afirmou o delegado.

Leia Também