“Sem problemas psicológicos”, PM mata a família e depois comete suicídio no Paraná

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on google
Google+
Share on whatsapp
WhatsApp

Entre a quinta-feira e madrugada desta sexta-feira (15), o policial militar Fabiano Junior Garcia matou toda a família e mais duas pessoas que estavam na rua, no Paraná. O crimes aconteceram nas cidades de Céu Azul e Toledo. Entre as vítimas estão, mãe, a esposa, três filhos e um irmão.

Segundo as informações, o soldado tinha terminado seu plantão, saiu do batalhão e seguiu para uma propriedade rural, onde matou a tiros dois filhos, um menino de 4 anos e uma menina de 9.

Depois retornou a Toledo, onde matou a outra filha, do primeiro casamento, depois assassinou a mãe dele e um irmão, além de outras duas pessoas não identificadas que estavam caminhando pela rua.

Fabiano seguiu para casa e matou a esposa e depois cometeu suicídio no carro.

Em nota, a Polícia Militar lamentou o ocorrido e disse que o PM não tinha problemas psicológicos. “O policial militar que prestava serviços no 19º Batalhão em Toledo não tinha histórico de problemas psicológicos e atuava como motorista do coordenador do policiamento da unidade. Desde dezembro de 2020 a região conta com o programa Prumos, que disponibiliza atendimento psicológico aos militares”.

Leia Também