Presa por espancar filho de 3 anos em Manaus, ex-mulher de bandido diz que teve ‘momento de leseira’

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on google
Google+
Share on whatsapp
WhatsApp

Um momento de leseira. Foi assim que Lurdiane Agnes se defendeu na polícia após ser presa por torturar o filho de 3 anos e ainda postar nas redes sociais. Sem dinheiro do estelionatário pai da criança, ela resolveu dar uma chantageada usando um inocente. Cristiano Lima Martins, que já foi preso por usar uma máquina de clonar cartões para roubar clientes de bancos em Manaus, não se comoveu com as cenas.

Lurdiane xinga o ex-marido. “Ele te odeia, o Cristiano, e tu vai apanhar se tu perguntar por esse fuleiro”, diz Lurdiane, que acusa o ex de dar “dinheiro pa puta” em vez de ajudar a sustentar o filho, que chora e pede para não apanhar mais.

Em nota, a delegada Joyce Coelho, por meio da Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente (Depca), informou que a mulher foi indiciada pelo crime de tortura. “Ela admite as agressões, justifica dizendo que foi um momento de leseira dela e que teria sido para se vingar realmente do pai, que esses episódios de agressão aconteceram logo após ela ter tido uma briga por telefone com o pai da criança. E isso fica claro nas imagens do vídeo”, explicou.

Joyce afirma que acinou o COnselho Tutelar. “A gente percebe um desequilíbrio emocional muito grande na mãe – que é a única pessoa que está ali cuidando dele. Inclusive, ele chegou à delegacia com uma lesão na cabeça, e ela informou que ele sofreu uma queda e tinha passado pelo SPA”, contou Coelho.

Leia Também