Policiais Militares são presos em Manaus suspeitos de extorsão e obstrução de Justiça

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on google
Google+
Share on whatsapp
WhatsApp

Um tenente e três cabos da Polícia Militar do Amazonas foram presos nesta segunda-feira durante a “Operação Pundonor”, suspeito de participação em crimes de extorsão e obstrução de Justiça. A informação é do Ministério Público do Amazonas, que por meio do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (GAECO) comandou os trabalhos.

Os policiais são suspeitos de integrar uma quadrilha crimonosa que extorquia empresários, comerciantes e cidadãos comuns, após identificarem algum tipo de ação irregular. Os nomes dos envolvidos não foram revelados.

O caso começou por meio de denúncias de vítimas. O Gaeco cumpriu cinco mandados de busca e apreensão. As investigações ainda continuam em torno do caso.

A Polícia se manifestou por nota:

A Polícia Militar do Amazonas (PMAM) informa que está acompanhando o desdobramento das investigações do Ministério Público do Estado (MPE) em relação à operação Pundonor, deflagrada nesta segunda-feira (30/05) pelo Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (GAECO) com apoio da Promotoria da Auditoria Militar.

A PMAM ressalta que não compactua com eventuais desvios de conduta praticados por seus agentes. Reitera ainda que está à disposição dos órgãos de fiscalização para auxiliar no andamento das investigações.

Leia Também