Polícia Federal deflagra operação que investiga desvios e fraude em licitação em Presidente Figueiredo

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on google
Google+
Share on whatsapp
WhatsApp

Agentes da Polícia Federal deflagraram na manhã desta quinta-feira (8) uma operação que ocorreu simultaneamente na cidade de Manaus e no município de Presidente Figueiredo. O objetivo é cumprir 10 mandados de busca e apreensão e quatro de prisão temporária, por envolvimento em crimes de fraude em licitação, peculato e associação criminosa.

Em Manaus, os mandados são cumpridos no condomínio de luxo Maison Ephigêncio Salles, localizado na zona Centro-Sul da capital. Já em Presidente Figueiredo os alvos ficam em endereços diferentes. Os mandados foram expedidos pela 2ª Vara Criminal da justiça Federal do Amazonas.

Em nota, a Polícia Federal informou que a operação denominada ‘Corredeira Inflamável’, tem como objetivo investigar crimes em contratos de fornecimento de combustíveis para a Prefeitura Municipal e Secretarias Executivas de Presidente Figueiredo, feitos no ano de 2019.

Durante as investigações foi constatado que a empresa contratada para não possui posto de combustíveis, muito menos licença para operar no município. Foi investigado também um superfaturamento no valor de quase R$ 4 milhões pelo pagamento dos combustíveis.

A Polícia Federal investiga ainda uma simulação de concorrência na licitação e o desvio de altos valores para grupos empresariais.

Os investigados poderão responder, na medida de suas responsabilidades, pelos crimes de fraude em licitação (art. 90 da Lei nº 9.866/93), peculato (art. 312 do Código Penal) e associação criminosa (art. 288 do Código Penal). Se condenados, poderão cumprir pena de até 12 anos de reclusão.

Leia Também