Mulher trans amazonense é encontrada morta em São Paulo e namorado é o principal suspeito

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on google
Google+
Share on whatsapp
WhatsApp
Verônia foi encontrada morta na madrugada dessa sexta-feira (25) com marcas de golpes de faca.

A mulher trans amazonense, “Verônica Martinelly”, foi encontrada morta com marcas de golpes de faca por todo corpo durante a madrugada dessa sexta-feira (25), no interior de São Paulo. Verônica, ou Rodrigo da Silva Espindola, como consta em seu registro, morava em São Paulo há dois anos.

De acordo com a família de Verônica, o principal suspeito de ter cometido o crime é o companheiro da vítima, identificado como Kelvin Barkleu Munis dos Santos. Ele foi para São Paulo junto com ela e encontra-se foragido desde a morte da amazonense.

Segundo relato de familiares, amigos relataram que a vítima chegou por volta de meia-noite, junto com Kelvin. Na ocasião, eles teriam questionado a presença do individuo, pois inicialmente, estavam esperando apenas Verônica.

Verônica foi eleita em janeira 1ª Princesa da Corte LGBTQIA+”, do Carnaval de São Paulo 2022. Em Manaus, ela também era envolvida com o carnaval e agora a família pede ajuda das escolas de samba locais para fazer o translado do corpo dela para Manaus.

Leia Também

error: Conteúdo protegido contra cópia!