Monstros: Mãe confessa que ajudou marido a estuprar e matar bebê

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on google
Google+
Share on whatsapp
WhatsApp

A cidade de Novo Repartimento, região sudoeste do Pará, ficou horrorizada com a morte da bebê Maria Alice Rodrigues Santos, de 40 dias. Nesta quarta-feira (13), a Polícia Civil descobriu que a mãe, Gildete Santos Silva, ajudou o marido a estuprar a própria filha deles, causando seu homicídio. O crime, no entanto, foi no domingo (10).

De acordo com a Polícia Civil, depois do resultado preliminar do Instituto Médico Legal (IML) de Tucuruí e várias contradições no depoimento do casal, a mulher resolveu contar a verdade sobre o estupro da bebê.

A mulher revelou que os abusos eram constantes, quando ambos se relacionavam sexualmente, e que o homem costumava introduzir o dedo no ânus da bebê. Existe a suspeita de que a morte da menina foi provocada pelo estupro com o pênis do próprio pai.

Segundo os exames do IML, a criança morreu por sufocação com obstrução da boca e nariz, e apresentava vestígios consistentes de abuso sexual.

No domingo, o casal teria dito à polícia que eles acordaram e a filha já estava morta. Depois, que dormiram sem querer em cima dela após chegarem de um aniversário, de madrugada. No entanto, a mentira não convenceu o delegado Robson Mendes e a dupla foi presa.

Agora com a revelação, a polícia descobriu a verdade. Pai e mãe foram autuados em flagrante pelo assassinato.

Leia Também