Médico ginecologista é preso por crimes sexuais contra pacientes

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on google
Google+
Share on whatsapp
WhatsApp
A polícia já ouviu seis pacientes que foram vítimas do médico e mais 20 já entraram em contato com a delegacia para falar sobre os crimes.

O médico ginecologista Nicodemos Junior Estanislau Morais, de 41 anos, foi preso nesta quarta-feira (29), durante uma operação da Delegacia da Mulher de Anápolis (GO). Ele é acusado de cometer crime de violação sexual contra pelo menos três vítimas.

De acordo com a polícia, o médico já tem uma condenação pelo mesmo crime, no Distrito Federal. Outra paciente do Paraná chegou a denunciar e registrar Boletim de Ocorrência (BO) contra o médico por violação sexual, mas o caso foi arquivado.

O médico, que também é obstetra, será encaminhado para a cadeia pública de Anápolis após interrogatório.

Investigação

Durante o trabalho investigativo da polícia, uma imagem do médico foi divulgada e a polícia espera que com isso, se houverem outras vítimas, elas tomem conhecimento do processo e façam mais denúncias contra o criminoso.

Nicodemos tem registro profissional ativo em Goiás, Pará, Paraná e Distrito Federal, segundo a polícia. Até o momento, a Deam de Anápolis já ouviu seis vítimas. No entanto, de acordo com a Polícia Civil, cerca de 20 vítimas já ligaram na delegacia e informaram que vão procurar a delegacia.

Segundo a corporação, as vítimas são sobretudo de Goiânia, Brasília e Pirenópolis. Além da prisão, foi cumprido um mandado de busca e apreensão contra o profissional.

Leia Também