JUSTIÇA: condenado a 18 anos, homem que matou conselheiro tutelar de Novo Airão

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on google
Google+
Share on whatsapp
WhatsApp

Saiu nesta quinta-feira (30), a sentança de Marcelo Carmin, acusado de matar a tiros, o conselheiro tutelar, Flávio Farias, 32, no município de Novo Airão, interior do Amazonas. O crime aconteceu no dia 26 de junho de 2021. O réu foi condenado a 18 anos de prisão no regime fechado.

‘Flavinho’ como era conhecido a vítima era bastante popular no município e o crime naquele sábado comoveu a cidade. A motivação seria por motivo

Marcelo executou “Flavinho”, como o conselheiro era conhecido, no meio de uma praça da pequena cidade. O acusado e a vítima eram parentes e já tinham certo desentedimento. O desafeto pirou depois de uma conversa no grupo da família.

Marcelo chegou até Flavinho que estava em uma praça e começaram a discutir. No calor da briga, o autor sacou uma arma a atirou várias vezes. Moradores testemunharam o crime. O homem saiu de moto depois do assassinato e fugiu. Ele foi capturado na mata e aguardava julgamento. .

Leia Também