Homem diz que participou da morte de Bruno e Dom e se entrega à polícia

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on google
Google+
Share on whatsapp
WhatsApp

Nesta quinta-feira (23), Gabriel Pereira Dantas, de 26 anos, se apresentou em uma delegacia no Centro de São Paulo, e revelou ter participado da morte do indigenista Bruno Pereira e do jornalista britânico Dom Phillips no Vale do Javari, em Atalaia do Norte, no Amazonas.

O homem está sendo ouvido pela Polícia Civil e apresentado à Policia Federal que comanda as investigações. Gabriel contou que no dia crime estava bebendo com pelado, que o chamou para um passeio de canoa. Ele afirma que não sabia que o colega iria cometer o crime, quando ouviu o tiroteio. Ele também revelou que estava morando em Atalaia por fugir do Comando Vermelho (CV), já que estava jurado de morte.

O homem disse à Polícia, que outros dois homens ajudaram na ocultação das coisas das vítimas. Que depois do crime, fui para Santarém, depois Manaus e seguiu para Rondonópolis e partiu para São Paulo, onde se entregou.

Dom e Bruno foram mortos a tiros, foram queimados e esquartejados na mata amazônica. Três homens estão presos.

Em depoimento no 77º Distrito Policial (DP), Santa Cecília, Gabriel contou que procurou a Polícia Militar (PM) na Praça da República porque participou das mortes deles, a quem, chamou de “dois turistas”.

Leia Também