Homem de 52 anos é apedrejado até a morte por suspeita de pedofilia

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on google
Google+
Share on whatsapp
WhatsApp
O homem foi agredido até a morte por um grupo de cinco pessoas. Ninguém foi preso.

Um homem, de 52 anos, foi assassinado a pedradas e tiros após a suspeita de que ele teria cometido crime de pedofilia. O fato ocorreu nessa segunda-feira (20), em Betim, região metropolitana de Belo Horizonte (MG).

De acordo com uma testemunha, o homem teria recebido diversas ligações de pessoas que supostamente seriam ligadas à vítima. Em uma das ligações uma pessoa pedia que ele fosse até o bairro São Caetano. O homem então foi ao local e levou com ele uma testemunha, pois segundo ele, tinha medo de ser morto.

Ao chegar ao local, um grupo de homens começou a agredi-lo e jogaram ainda pedras no homem. Ao final um dos homens sacou uma arma e atirou na cabeça do suspeito. Ainda segundo a testemunha, ao redor do local havia mulheres gritando “Tem que matar. Pedófilo tem que morrer”.

Após a morte do homem, o mesmo grupo pegou a testemunha que estava com o homem e a levou até a casa do suspeito. Lá, segundo ela, os homens fizeram ameaças. Policiais militares foram acionados e fizeram a apreensão do aparelho celular do homem. Nenhum dos envolvidos na morte dele foi preso até o momento.

Leia Também