Em Manaus, repositor é preso após ser condenado por estuprar filha de 7 anos

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on google
Google+
Share on whatsapp
WhatsApp

Um homem de 46 anos, foi preso na manhã desta sexta-feira (18), após ser condenado a 14 anos por estupro de vulnerável. A vítima era a filha de 7 anos, na época do crime em 2013. A detenção aconteceu no bairro Novo Aleixo, zona norte de Manaus.

De acordo com o delegado Marcos Arruda, titular do  1º  DIP, na época do crime, o homem foi denunciado por familiares da mãe da criança.“No dia do ocorrido, o homem buscou a menina na casa de sua mãe para levá-la ao dentista, ocasião em que a levou primeiro à sua casa, onde ficou sozinho com ela, por mais ou menos uma hora, momento em que abusou da criança. A menina foi devolvida à mãe, às 17h, e ele foi preso em flagrante na noite da mesma data”, disse o delegado.

Segundo a autoridade policial, o repositor de supermercado foi levado ao 1º DIP, onde permaneceu preso durante quatro meses, e passou a responder em liberdade, mediante medidas protetivas em favor da vítima. Ao final do processo, o homem foi condenado a uma pena de 14 anos em regime fechado, cuja ordem judicial foi expedida no dia 8 de junho deste ano, pelo juiz Ian Andrezzo Dutra, da 1ª Vara Especializada em Crimes Contra a Dignidade Sexual de Crianças e Adolescentes.

Procedimentos – O homem foi condenado a 14 anos de reclusão pela prática do crime de estupro de vulnerável. Ele será encaminhado à Central de Recebimento e Triagem (CRT), onde ficará à disposição da Justiça.

Leia Também