Em Manaus, policial militar é suspeito de estuprar a própria neta de 2 anos de idade

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on google
Google+
Share on whatsapp
WhatsApp

Um policial militar foi denunciado por estuprar a própria neta, de apenas dois anos de idade. A informação foi confirmada pela mãe da criança, ao comparecer na Delegacia especializada em Proteção à Criança e ao Adolescente (Depca).

Segundo a mãe da vítima, o abuso sexual ocorreu há alguns dias durante uma visita da criança à casa do avô paterno. Ela teria percebido que a filha chorava durante o banho, não deixando que a mãe tocasse nas partes íntimas para lavar.

Ao conversar com a filha sobre porque de ela estar chorando, a menina disse que o avô tinha machucado ela por trás. Imediatamente a mão foi até a especializada com a filha. A criança passou por exame de corpo de delito, que comprovou a lesão no ânus da menina.

Após saber do ocorrido, o pai da criança (que é filho do abusador) teria ficado revoltado. A mulher dele conta que ele saiu de casa e não retornou mais. Já a bebê vêm sofrendo de transtornos comportamentais.

Após a denúncia, o homem segue sendo investigado. Por a denúncia não ter sido feita em flagrante, o policial militar segue em liberdade.

Leia Também