Concurso da PF: 11 candidatos foragidos são presos durante prova

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on google
Google+
Share on whatsapp
WhatsApp

BRASIL| No domingo (23), a Polícia Federal (PF) prendeu 11 foragidos da Justiça inscritos para as provas do concurso da corporação no Distrito Federal e em nove estados. Os candidatos tinham mandado de prisão em aberto e foram retirados do local do exame.

Segundo os investigadores, “os mandados de prisão foram cumpridos de forma discreta e sem causar tumulto ou prejuízo para aplicação das provas”. Segundo a PF, a medida “garantiu a segurança do concurso”, além de retirar os indivíduos do convívio social.

A prisões ocorreram em: 

  • Brasília
  • Acre
  • Bahia
  • Mato Grosso
  • Rondônia
  • Roraima
  • Rio Grande do Sul
  • Santa Catarina
  • Sergipe
  • São Paulo 

A Polícia Federal, no entanto, não divulgou informações sobre os crimes que os presos respondiam e nem a identidade dos detidos. No domingo, foram aplicadas as provas escritas do concurso público para os cargos de delegado, agente, escrivão e papiloscopista da corporação. 

Ao todo, são 1,5 mil vagas e mais de 320 mil inscritos no certame. Os salários iniciais variam de R$ 12 mil a R$ 23 mil. Além das provas objetivas e discursivas, a seleção conta com:

  • Exame de aptidão física
  • Avaliação médica e psicológica
  • Prova oral e prova de digitação para os cargos de delegado e escrivão, respectivamente
  • Avaliação de título
  • Investigação social

Leia Também