‘Chuck’ e ‘LH’ são presos por esquartejar homem, e estuprar e matar mulher na zona Leste de Manaus

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on google
Google+
Share on whatsapp
WhatsApp
Segundo os presos, a motivação dos crimes seriam porque a mulher seria informante de uma facção criminosa e por o homem ter estuprado uma criança.

A Polícia Civil do Amazonas (PC-AM), cumpriu, na tarde da quarta-feira (15), por volta das 16h, dois mandados de prisão preventiva em nome de Erick Júnior Rêgo Pinto, 18, conhecido como “Erickzinho” e “Chuck”; e Luiz Henrique Ferreira da Silva, 23, chamado de “LH”, pela prática de homicídios praticados contra Policarpio dos Santos Guedes, que tinha 26 anos, e uma jovem de 21 anos.

O delegado Ricardo Cunha, Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS), informou que os crimes ocorreram no dia 16 de novembro e 8 de dezembro deste ano, respectivamente, na comunidade da Sharp, bairro Armando Mendes, naquela mesma zona da capital.

Primeiro caso

No dia 16 de novembro, a dupla cometeu o homicídio contra Policarpio, que teve partes do corpo esquartejadas e espalhadas em sacos de fibra. “A motivação do crime seria, supostamente, o estupro que Policarpio cometeu contra uma criança de 7 anos. Por essa razão, o ‘Chuck’ juntamente com outros indivíduos, executaram a vítima”, disse o delegado.

Segundo caso

A delegada Deborah Barreiros, adjunta da DEHS, contou que, no dia 8 de dezembro, os mesmos indivíduos mataram uma jovem de 21 anos. Na ocasião, a vítima foi torturada e violentada sexualmente pela dupla.

“Os indivíduos alegam que a jovem estava naquela comunidade servindo como informante para uma organização criminosa rival daquela que eles integram. Eles capturaram a vítima, a colocaram em cárcere privado por três dias, e no local, a jovem foi torturada e violentada sexualmente”, explicou ela.

Deborah disse ainda que, após uns dias em cárcere, a vítima conseguiu sair do local; no entanto, os infratores foram atrás dela e a executaram com aproximadamente sete disparos de arma de fogo.

Os mandados de prisão preventiva em nome deles foram decretados na quarta-feira (15/12), pelo juiz Luís Alberto Nascimento Albuquerque, da Central de Plantão Criminal.

A decisão judicial foi cumprida ontem, no 14° Distrito Integrado de Polícia (DIP), ocasião em que os indivíduos foram presos em flagrante pelo crime de roubo, por uma guarnição da Polícia Militar do Amazonas (PMAM).

Erick e Luiz Henrique responderão pelos crimes de homicídio qualificado, organização criminosa, tortura e estupro. Ambos serão encaminhados à Central de Recebimento e Triagem (CRT), onde ficarão à disposição do Poder Judiciário.

Leia Também